O conto dos Contos: PENTAMERON ou o Entretenimento dos Pequeninos MO9254

O conto dos Contos: PENTAMERON ou o Entretenimento dos Pequeninos

Ref.: MO9254 Compra Segura

Era uma vez um conto de fadas recheado por outros 49 contos de fadas. Este é O conto dos contos, com que Giambattista Basile nos presenteou no início do século XVII. Escrito em napolitano para entretenimento da corte, O conto dos contos inspirou mestres da literatura como os irmãos Grimm e Charles Perrault, ou do desenho animado como Walt Disney. Nos cinquenta contos que compõem o Conto, ogros horrendos de bom coração, donzelas não muito castas, príncipes valentes e princesas mimadas, dragões malvados, rapazes tolos, mas audazes, animais falantes, belíssimas fadas, reis e rainhas, são elevados pela primeira vez à categoria de personagens da literatura, com seus encantamentos e magias. O Conto percorre o imaginário popular, sobretudo napolitano, mas também vai buscar na mitologia e na tradição de outros povos seus argumentos. Histórias que circulavam entre o povo miúdo e no mais das vezes eram contadas às crianças, são reelaboradas em chave irônica, quase iconoclasta, o que vale ao livro o subtítulo de o entretenimento dos pequeninos, “o que não queira dizer (como alguns, e entre estes Grimm, acreditaram, tomando ao pé da letra o título jocoso) que fosse composto para crianças. Era, ao contrário, composto para homens, para homens literatos, experientes e vividos, que sabiam entender e saborear coisas complicadas e engenhosas” (Benedetto Croce). Pela primeira vez se contou a história da moça obrigada pela madrasta a limpar a casa (A gata borralheira); do gato esperto que faz o dono enriquecer (O gato de botas); da menina presa numa torre que joga os cabelos para o namorado (Rapunzel); das duas crianças deixadas no bosque pelo pai a pedido da madrasta (João e Maria), e tantas outras memoráveis figuras encantadas que hoje fazem parte do nosso imaginário. São histórias engraçadas e assustadoras, românticas e terríveis, em que o autor não poupa os detalhes sórdidos, eróticos e escatológicos, embaladas pelas alegorias e metáforas intermináveis próprias do período barroco. Entrar no mundo mágico e exuberante criado por Basile é participar do maravilhoso e do atemporal, do fascínio de quase quatrocentos anos de literatura.

R$ 134,90

Escolha uma opção

Produto indisponível
Adquira também nosso ebook:
https://goo.gl/mxubta

Autor: Giambattista BasileAno de Edição: 2018Nº de paginas: 560
Tradutor: Francisco Degani

Ano: 2018

Peso: 0,968
Adaptação: - ISBN: 978-85-7492-361-1Comprimento: 16
Ilustrador: Franz Von BayrosEdição: 1ºAltura: 23
Idioma: Português Coleção: - Espessura/Lombada: 3
Editor: Rosa Maria ZuccheratoVolume: - Encadernação:  Capa Dura, soft touch

Biografia do Autor: Giambattista Basile ou Giovan Battista Basile, nascido em Nápoles, talvez na então vila de Posillipo, no início dos anos 1570, teve uma vida diversificada e aventureira como homem de corte e militar. De seus primeiros anos têm-se notícia apenas por Giulio Cesare Cortese, no poema Viaggio nel Parnaso (IV, 40)2, em que afirma serem amigos desde os tempos de escola. Em 1592, sai de Nápoles para peregrinar pela Itália e Grécia, até que em 1604 se alista como soldado em Veneza, na ilha de Candia. Em Veneza se inscreve na Accademia degli Stravaganti [Academia dos Extravagantes] 3, com a alcunha de Pigro [Preguiçoso]. Em 1608, retorna para Nápoles e é recebido na corte de Luigi Carafa, príncipe de Stigliano, da qual já fazia parte a irmã Adriana, cantora muito celebrada na época.

Aproveite Também