Poemas Antológicos Solano Trindade MO9225

Poemas Antológicos Solano Trindade

Ref.: MO9225 Compra Segura

O canto poético de Solano Trindade é, sobretudo, uma arte de resistência. Participante ativo da cultura negra no Brasil, entusiasta do maracatu e seguidor das raízes africanas, Solano deixou marcas na história cultural do país. Sua luta aparece sob diferentes formas: nos poemas que denunciaram a escravidão; na exaltação da cultura enraizada na África e que por aqui, às vezes, é ignorada;
a insistência em cantar o amor como um princípio de liberdade... Considerado nosso “poeta negro”, foi exemplo de força – sua obra clama por justiça. A história de Solano em defesa da cultura negra confirma esta súplica. Traz à tona a discussão sobre igualdade e liberdade em poemas repletos de musicalidade.

R$ 49,90

Escolha uma opção

Produto indisponível
Autor: Solano TrindadeAno de Edição: 2013Nº de paginas: 168
Tradutor: - Ano: 2007Peso: 0,342
Adaptação: - ISBN: 978-85-7492-256-0Comprimento: 16
Ilustrador: - Edição: 3ºAltura: 23
Idioma: Português brasileiroColeção: Obras antológicasEspessura/Lombada: 0,4
Editor/Introdução: Zenir Campos ReisVolume: 5ºEncadernação? Brochura


Biografia do Autor: Solano Trindade nasceu em 1908, em Recife, Pernambuco. Cresceu em meio às danças e às músicas folclóricas da região. Adulto, escreveu poesia e fundou a Frente Negra Pernambucana e o Centro de Cultura Afro-brasileiro – este com o objetivo de divulgar os artistas e os intelectuais negros. Publicou seu primeiro livro em 1944, chamado Poemas d’uma vida simples. Fundou, em 1950, o Teatro Popular Brasileiro com Margarida Trindade e Edison Carneiro. Conhecido como “poeta negro”, denunciou as injustiças sociais, principalmente contra o povo de raça negra. Morreu em 1974 no Rio de Janeiro.

Literatura brasileira

Poesia

Brochura

Romance

Aproveite Também