Humilhados e ofendidos MO9014

Humilhados e ofendidos

Ref.: MO9014 Compra Segura

Colocado pela crítica entre os romances mais notáveis de Dostoiévski, Humilhados e Ofendidos é um retrato contundente e profundo da vida nas grandes cidades. Escrito para ser publicado em jornal, sua narrativa ágil atrai o leitor do começo ao fim, envolvendo-o em uma atmosfera de grande tensão psicológica. A história, que tem como principais personagens uma família empobrecida, um príncipe e um escritor, mostra como a fortuna e o poder, aiados à argúcia, podem dominar completamente as relações humanas. O amor entre o jovem Aliocha, filho de um nobre, e Natacha não deve se consumar. A menos que os interesses egoístas de seu pai possam ser alcançados. Mas o passado traz a esse cenário uma lembrança terrível na figura de uma órfã, maltratada por sua patroa e obrigada a submeter-se a todo tipo de humilhação. Fiódor Dostoiévski notabilizou-se pela invrível capacidade de desnudar os mais profundos pensamentos humanos, dando a obras como Crime e castigo e Irmãos Karamázov a condição de obras-primas de criação literária e precursoras dos personagens e narradores intimistas, como os de Saramago. Esta brilhante tradução de Klara Gourianova - que também assina as versões, diretas do russa, a Aldeia de Stiepântchikov e seus habitantes, ambas igualmente publicadas pela Nova Alexandria - possibilita ao leitor brasileiro o contato renovado com uma obra fundamental e de leitura inesgotável, situada entre as mais importantes que o gênio de Dostoiévski concebeu.

R$ 70,00

Escolha uma opção

Produto indisponível
Autor: Fiódor DostoiévskiAno de Edição: 2015Nº de paginas: 320
Tradutor: klara Gourianova

Ano: 2003

Peso: 0,412
Adaptação: - ISBN: 978-85-7492-361-1Comprimento: 16
Ilustrador: - Edição: 3ºAltura: 23
Idioma: Português Coleção: - Espessura/Lombada:
Editor: Nelson dos ReisVolume: - Encadernação: Brochura

Biografia do Autor: Fiódor Mikhailovitch Dostoiévski (Moscou/Moscovo, 30 de outubro de 1821 - São Petersburgo, 28 de janeiro de 1881) foi um escritor, filósofo e jornalista do Império Russo. É considerado um dos maiores romancistas e pensadores da história, bem como um dos maiores "psicólogos" que já existiram (na acepção mais ampla do termo, como investigadores da psiquê). Entre outros temas, a obra do autor explora o significado do sofrimento e da culpa, o livre-arbítrio, o cristianismo, o racionalismo, o niilismo, a pobreza, a violência, o assassinato, o altruísmo, além de analisar transtornos mentais, muitas vezes ligados à humilhação, ao isolamento, ao sadismo, ao masoquismo e ao suicídio. Pela retratação filosófica e psicológica profunda e atemporal dessas questões, seus escritos são comumente chamados de romances filosóficos e romances psicológicos.

Capa dura

Clássicos

Romance

Aproveite Também